quinta-feira, 27 de março de 2014

Regra de Hund

Para recordar

A regra de Hund foi publicada, em 1927, pelo físico alemão Friedrich Hermann Hund (1896-1997) conhecido por seu trabalho sobre a estrutura eletrônica de átomos e moléculas. Ele ajudou a introduzir o método de utilização de orbitais moleculares para determinar a estrutura eletrônica das moléculas e a formação de ligações químicas.
A regra de Hund resume essa constatação experimental: elétrons numa mesma subcamada tendem a permanecer desemparelhados (em orbitais separados), com spins paralelos. Portanto, haverá uma menor repulsão intereletrônica.
Essa regra, juntamente com o princípio da exclusão de Pauli, é utilizada no principio da construção (distribuição dos elétrons nos diagramas de orbitais). Dessa forma, os orbitais são preenchidos elétron a elétron (nunca adicionando dois elétrons por vez e com mesmo spin no orbital). Se mais de um orbital em uma subcamada estiver disponível, adiciona-se elétrons com spins paralelos aos diferentes orbitais daquela subcamada até completá-la, antes de emparelhar dois elétrons em um dos orbitais.
Na figura vemos como será o preenchimento dos elétrons até o gás nobre de número atômico 118, fechando com isso o 7o período da Tabela Periódica. E estamos perto disso.
Publicado em:








sábado, 22 de março de 2014

Indicadores Ácido/Base - Extrato de Repolho Roxo

Publicação extraída de:


O pH com o indicador natural: o repolho roxo

Muitas substâncias podem ser usadas como indicadores ácido-base, dependendo da reação a ser monitorada e a faixa de variação de pH esperada. Um dos exemplos mais explorados no ensino, empregando materiais baratos, é o extrato de repolho roxo. Ele contém uma mistura de substâncias coloridas que mudam de cor do vermelho profundo em pH 2 até amarelo em pH 11. em pH neutro, a cor é azul claro. Um bom indicador (ou mistura de indicadores) deve preencher os seguintes requisitos:

•A mudança de cor deve ser prontamente detectada.
•A mudança de cor deve ser rápida.
•A(s) molécula(s) do condicaro não devem reagir com a substância a ser analisada ou qualquer outra presente na solução sob análise.

Indicadores sintéticos foram concebidos para satisfazer a todos esses critérios, e podem cobrir a faixa de pH 0 a 14.


Origem da foto:

Para saber mais sobre o uso do repolho roxo em ácido/basicidade, acesse:



Boa tarde, pessoal!!!

sexta-feira, 21 de março de 2014

Sorteio na página Química Ensinada


Bom dia amigos!!!


Comunicado de sorteio.

Estaremos sorteando 3 exemplares do livro "Química Geral em Quadrinhos", da Editora Blucher, no domingo. Vamos divulgar e participar.


Como vai acontecer:
--> No sábado, vamos fazer uma postagem que será indicada. 

Para o sorteio!

--> Para estar participando do sorteio você deverá compartilhar a postagem.

--> A postagem compartilhada por este amigo de Q.E. que tiver a maior somatória de: Curtir, Comentar e Compartilhar, será vencedora. Premiação para os três primeiros colocados. OK. Com anúncio do nome do ganhador em nossa página Química Ensinada. OK.

--> Os amigos que concordarem com as regras do sorteio podem participar!

No sábado postagem, domingo sorteio. Valeu.


Para participar acesse:

https://www.facebook.com/quimicaensinada

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=786061528072567&set=a.228556650489727.69535.223491890996203&type=1&theater






quinta-feira, 13 de março de 2014

Júlio Verne tinha razão?

Diamante brasileiro revela que interior da Terra tem reservatório de água

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/03/diamante-brasileiro-revela-que-interior-da-terra-tem-reservatorio-de-agua.html

Amostra de diamante JUc29, procedente de Juína, no Mato Grosso, contém o mineral ringwoodite, que absorve água; formato de diamante foi esculpido por fluidos corrosivos do manto terrestre. (Foto: Richard Siemens, University of Alberta/Divulgação).






Reação de Simples Troca ou de Deslocamento

Matéria extraída em sua totalidade na página:



Zinco versus cobre

Na figura, vemos mais um exemplo bastante ilustrativo e fácil de ser feito em laboratório ou sala de aula, de uma reação de deslocamento ou de simples troca. 

É uma versão bem simplificada da famosa Pilha de Daniel. Em um béquer, colocamos um pouco de solução de sulfato de cobre, CuSO4, com a sua cor azul característica. 
A seguir, uma lâmina de zinco metálico é parcialmente inserida na solução azul. Em pouco tempo a cor da solução desvanece ao mesmo tempo em que forma-se um depósito negro na superfície da lâmina e no fundo do béquer. 
Trata-se do cobre reduzido (ou deslocado) pelo zinco segundo a reação:



CuSO4 + Zn -> Cu + ZnSO4

Os potenciais padrão de redução são:
Zn2+ + 2e- = Zn. Eo = -0,76 V
Cu2+ + 2e- = Cu. Eo = +0,34 V

O potencial do sistema será 0,34 - (-0,76) = + 1,10 V
O potencial de redução do cobre é mais alto, por isso ele oxida o zinco, agente redutor nesta reação. O íon Zn2+ é incolor.


Referência: Principles of General Chemistry (v. 1.0), capítulo 19, fig. 19.2.

Boa tarde, pessoal!!!



terça-feira, 11 de março de 2014

Azul de Bromotimol

Indicador ácido-base importante na análise química.

A figura apresenta a estrutura e o nome oficial IUPAC do azul de bromotimol, um dos indicadores ácido-base mais comuns em laboratório. Ele é adequado para determinações de ácidos e bases fracos, preferencialmente em pH próximo de 7. Uma de suas aplicações típicas é a determinação de pH de aquários, tanques de peixes e águas de criadouros.


É também usado para observação de atividade fotossintética ou indicar respiração, pois, torna-se amarelo na presença de CO2 (óxido ácido) - ácido carbônico - oriundo da dissolução do CO2 em água.

 A faixa de viragem desse indicador é entre pH 6 e 7,6. Pela figura podemos observar que  em pH próximo a 7 a cor é verde, resultado da mistura da forma amarela (ácido não ionizado) e da forma azul (ânion).

É usado também  em laboratório como um corante biológico para microscopia em lâminas. Ele é usado na determinação de fosfatidilcolina em líquido amniótico com a predição da síndrome de angústia respiratória.


É usado em obstetrícia para a detecção de rompimento prematuro de membranas. O líquido amniótico geralmente tem um pH> 7,2 , o azul de bromotimol, portanto, torna-se azul quando em contato com vazamento de fluido a partir do âmnio. Como o pH vaginal normalmente é ácido, a cor azul indica a presença de líquido amniótico. O ensaio pode ser falso-positivo na presença de outras substâncias alcalinas, tais como sangue, sêmen ou na presença de vaginose bacteriana.



Todos os créditos para a página do facebook:




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...